Machismo X Saúde - Tema foi abordado no "Encontro com Fátima Bernardes"

  • By Bruno Fernandes
  • 21 Nov, 2017

Machismo, Novembro Azul e a Importância da Prevenção foram alguns dos assuntos

Você já assistiu ao programa “Encontro com Fátima Bernardes” da Rede Globo? Pois bem, falo sobre o programa porque hoje eles abordaram o tema "Machismo X Saúde".

No programa dessa terça-feira (21/11), Fátima Bernardes contou com a presença dos atores Caio Paduan que interpreta o personagem Bruno de “O outro lado do paraíso” e Erika Januza que interpreta a Raquel; (ambos estão na foto do post junto com a apresentadora). Além dos atores globais, a presença de médicos especialistas na área e convidados que passaram pela experiência ajudaram a falar sobre o assunto.

Todos participaram de discussões muito interessantes, ocorrendo até uma cobrança do ator Caio Paduan ao pai. O ator olhou para as câmeras e disse: “Atenção pai, vamos cuidar da saúde”, pois afirmou que seu pai não gosta de ir ao médico e só vai quando está doente.

Um dos convidados informou que há preconceito e machismo quando o assunto é a realização do exame de próstata, onde acredita que a maioria dos homens não se cuida da mesma forma que as mulheres. O mesmo contou também que perdeu o pai por conta do câncer de próstata, isso porque o mesmo não via necessidade de ir ao médico pelo fato de não estar doente ou se sentindo mal. Dessa forma, após muita insistência do filho, ele foi ao médico, fez o exame de próstata e foi diagnosticado que estava com câncer já em um estágio avançado, onde infelizmente veio à falecer algum tempo depois.

Na plateia havia um homem de 63 anos que disse ter feito o exame a partir dos 50, o que está correto, mas informou também que depois realizou o procedimento apenas uma ou duas vezes, sendo que o recomendado é fazer anualmente. Outra pessoa da plateia também foi entrevistada, dessa vez uma mulher. Ela informou que teve a triste experiência de um familiar com a doença, ressaltando a importância de não ter preconceito e pensar sempre na saúde em primeiro lugar. Disse também que se a mulher é extremamente preocupada e trata a ida ao médico como algo obrigatório, realizando mamografia e diversos outros exames, porque os homens não fazem o mesmo?

Os médicos que estavam participando das discussões ressaltaram a preocupação redobrada aos negros e homens que tiveram o câncer de próstata na família, pois são mais vulneráveis a obter a doença.

Gostou da matéria de hoje? É sempre bom ver que a mídia fala sobre o assunto, mostrando a todos a importância dos cuidados com a saúde. Cuide-se você também! Até a próxima matéria.

Blog do Dr. Ezer Amoras Melo

By Bruno Fernandes 21 Nov, 2017

Você já assistiu ao programa “Encontro com Fátima Bernardes” da Rede Globo? Pois bem, falo sobre o programa porque hoje eles abordaram o tema "Machismo X Saúde".

No programa dessa terça-feira (21/11), Fátima Bernardes contou com a presença dos atores Caio Paduan que interpreta o personagem Bruno de “O outro lado do paraíso” e Erika Januza que interpreta a Raquel; (ambos estão na foto do post junto com a apresentadora). Além dos atores globais, a presença de médicos especialistas na área e convidados que passaram pela experiência ajudaram a falar sobre o assunto.

Todos participaram de discussões muito interessantes, ocorrendo até uma cobrança do ator Caio Paduan ao pai. O ator olhou para as câmeras e disse: “Atenção pai, vamos cuidar da saúde”, pois afirmou que seu pai não gosta de ir ao médico e só vai quando está doente.

Um dos convidados informou que há preconceito e machismo quando o assunto é a realização do exame de próstata, onde acredita que a maioria dos homens não se cuida da mesma forma que as mulheres. O mesmo contou também que perdeu o pai por conta do câncer de próstata, isso porque o mesmo não via necessidade de ir ao médico pelo fato de não estar doente ou se sentindo mal. Dessa forma, após muita insistência do filho, ele foi ao médico, fez o exame de próstata e foi diagnosticado que estava com câncer já em um estágio avançado, onde infelizmente veio à falecer algum tempo depois.

Na plateia havia um homem de 63 anos que disse ter feito o exame a partir dos 50, o que está correto, mas informou também que depois realizou o procedimento apenas uma ou duas vezes, sendo que o recomendado é fazer anualmente. Outra pessoa da plateia também foi entrevistada, dessa vez uma mulher. Ela informou que teve a triste experiência de um familiar com a doença, ressaltando a importância de não ter preconceito e pensar sempre na saúde em primeiro lugar. Disse também que se a mulher é extremamente preocupada e trata a ida ao médico como algo obrigatório, realizando mamografia e diversos outros exames, porque os homens não fazem o mesmo?

Os médicos que estavam participando das discussões ressaltaram a preocupação redobrada aos negros e homens que tiveram o câncer de próstata na família, pois são mais vulneráveis a obter a doença.

Gostou da matéria de hoje? É sempre bom ver que a mídia fala sobre o assunto, mostrando a todos a importância dos cuidados com a saúde. Cuide-se você também! Até a próxima matéria.

By Bruno Fernandes 17 Nov, 2017

Muitas pessoas chegam ao meu consultório perguntando apenas a respeito do câncer de próstata. Meu dever é orienta-los sobre a necessidade da prevenção com a saúde de uma maneira mais ampla, e não levarmos em conta apenas a preocupação com o câncer em si. É muito importante entender que é necessário garantir a prevenção como um todo, e que existem muitas outras doenças, tão graves quanto o câncer de próstata.

Entendo que isso tem a ver com o Novembro Azul, e a tamanha repercussão que esta ação ganha na sociedade. Porém, uma visita ao urologista pode mostrar que existe ainda mais atenção com a saúde do que se imagina. Mas, deixo claro que não é necessário alarde, basta você ter alguns cuidados, começando a visitar seu médico urologista com mais frequência, assim como cuidar da prevenção de doenças ligadas à próstata, pênis, testículos e bexiga.

É necessário levar em consideração a possibilidade de outros tumores, e o médico pode levantar outras possibilidades de diagnóstico a partir dos relatos do paciente. É extremamente importante indagar sobre os diversos sintomas que podem passar despercebidos, como por exemplo: dificuldade em urinar e manter relações sexuais. Não menos importante, mas que temos que ter atenção é em relação às DSTs, doenças infecciosas e do trato urogenital, como gonorreia, sífilis e HPV.

Para infecções urinarias, o médico precisa analisar o quadro infeccioso, causado pelo crescimento de bactérias, que se multiplicam e inflamam o trato urinário inferior (bexiga e uretra) ou superior (rins). Para estas questões urinárias, o uso de antibiótico está indicado e depende do tipo de bactéria encontrada.

O que se pretende aqui é que entendamos que, infelizmente, são muitas as doenças que merecem nossa atenção e cuidado. O grande vilão sem dúvida é o câncer de próstata, mas existem outros problemas de saúde que podem trazer grandes transtornos e sofrimento e que podem ser evitados com a orientação adequada.

É necessário focar a sua saúde na prevenção. Só assim, poderemos oferecer opções de tratamento mais adequadas e você estará cuidando inteiramente de você.

By Bruno Fernandes 07 Nov, 2017

O mês de novembro começou e com ele a união de todos em prol da conscientização do câncer de próstata, com o objetivo de que os homens saibam da importância da prevenção e que se atentem mais a saúde.

Novembro foi o mês escolhido para a campanha devido ao Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata ser dia 17/11. A cor azul foi a escolhida como símbolo da campanha, surgindo assim o “Novembro Azul”.

A campanha é divulgada de diversas formas em todo o mundo. Aqui no Brasil, por exemplo, prédios comerciais de grandes cidades são iluminados com a cor azul, como todo ano acontece na Av. Paulista, por exemplo, além da Ponte Estaiada e tantos outros lugares.

Não apenas isso, mas também muitos veículos de comunicação abordam o assunto, como TV, internet e rádio, divulgando a campanha e destacando a importância do homem ir ao urologista e realizar seus exames periódicos, isso porque as chances de cura para quem consegue diagnosticar a doença no início é de 80% a 90%. Se a descoberta vier tarde, as chances são de aproximadamente 30%.

O câncer de próstata é o segundo que mais mata os homens, ficando atrás apenas do câncer de pulmão, dessa forma, homens a partir dos 50 anos devem se atentar a doença. Negros e homens que tenham histórico da doença na família precisam tomar cuidado já a partir dos 45 anos.

O Antígeno Prostático Específico, mais conhecido como PSA, é uma proteína desenvolvida pelo tecido prostático normal ou pelo tumor. É medido através de um exame de sangue que deve ser feito anualmente, pois é um grande marcador para o diagnóstico da doença. Contudo, é importante que o exame de sangue seja feito sempre em conjunto com o exame físico (toque retal), para que assim o urologista não tenha nenhuma dúvida.

Não deixe sua saúde para depois, agende uma consulta e previna essa terrível doença. Sua vida sempre em primeiro lugar!

By Bruno Fernandes 01 Nov, 2017

Acredito que todos puderam acompanhar na última quarta-feira, 25/10, que o presidente Michel Temer foi internado, de uma hora para outra, em decorrência de uma obstrução urológica. Em reportagens pela imprensa dizia que ele sentiu um desconforto durante o dia e foi rapidamente internado, e no mesmo dia teve alta e já está de repouso.

Mas, penso que a dúvida de todos é a mesma: o que é uma obstrução urológica? Pois, eu explico, é um bloqueio que ocorre em alguma parte do trato urinário que dificulta a passagem da urina. Pode ser do rim pra bexiga, da bexiga para uretra ou da uretra para fora do corpo. 

Em resumo, o trato urinário fica travado e impede que a urina seja eliminada. Nos homens, assim como no presidente, é comum em idosos, por conta da chamada hiperplasia da próstata que é um inchaço que pode, entre outras coisas, espremer o canal urinário. Nas mulheres, é um fenômeno raro, mas ainda assim pode acontecer.

A obstrução é de fato um incomodo para o paciente, e o que mais chateia é a dificuldade para urinar. Para pacientes com casos agudos, que surgem de repente, a dor também é intensa.

A desobstrução depende do diagnostico realizado pelo urologista , se for uma infecção, a indicação será por meio de antibióticos. Se o bloqueio vier em virtude de um cálculo, esse terá de ser removido. E, se a hiperplasia da próstata tiver travado a uretra, talvez uma cirurgia seja a mais indicada.

Sem dúvida a ida ao hospital, consultar um especialista, garante maior rapidez para eliminar o desconforto e o médico conseguir tirar o excesso de urina enquanto a obstrução não é solucionada. Dependendo do caso, uma sonda pode ser colocada na bexiga para drenar a urina retida. Esta sonda pode ser retirada assim que toda a urina foi drenada da bexiga. Porém, em outros casos, os pacientes necessitam que esta sonda continue drenando a urina por algum tempo até a que seja dada uma solução definitiva para o caso, que pode ser uma cirurgia para desobstrução urinária.

Espero que tenha esclarecido a dúvida , e que possa transmitir sempre a mensagem que repito sempre para vocês: saúde em primeiro lugar, não deixem em segundo plano.

By Bruno Fernandes 25 Oct, 2017

Aproveitando o tema sobre novas tecnologias, e como estas técnicas estão mudando a forma de atuar na medicina, trago mais um ponto sobre a cirurgia robótica. Ela vem sendo utilizada em escala mundial no tratamento de diversas patologias. Porém, sua principal aplicação tem sido na urologia, principalmente na realização de cirurgias para o câncer de próstata, que hoje representa cerca de 70% da utilização do robô.

Não é novidade que o câncer de próstata é o segundo câncer mais comum em homens, atrás apenas pelas neoplasias de pele não-melanomas (um tipo de câncer de pele). Além disso, o câncer prostático hoje representa a segunda maior causa de mortes por câncer em homens no Brasil, sendo superado apenas pelo câncer do pulmão, alcançando 10% de todos os tumores malignos em homens.

E em estágios onde a doença está confinada à próstata, vem se utilizando da técnica laparoscópica robô-assistida (prostatectomia radical robótica). Esse equipamento auxilia o cirurgião na realização de vários procedimentos cirúrgicos minimamente invasivos, principalmente nas cirurgias para remoção radical da glândula prostática .

O seu objetivo é proporcionar um controle intuitivo dos movimentos durante a cirurgia, associado a uma visualização tridimensional do campo cirúrgico e ampla movimentação das pinças endoscópicas. Desta forma, alia-se a experiência do cirurgião com o poder da tecnologia.

A cirurgia acontece por meio da introdução de uma câmera de vídeo tridimensional de alta resolução no abdômen através de punções laparoscópicas. Devido à amplitude e precisão dos movimentos das pinças, associada à perfeita visualização do campo operatório, aumentam as chances de preservação de nervos que são importantes no fenômeno da ereção e, desta maneira, existe um incremento das chances de o homem preservar sua função erétil até após a cirurgia robótica.

A técnica robótica também pode ser utilizada na realização de outros procedimentos urológicos, além da prostatectomia radical. Eu indico esta técnica aos meus pacientes, pois os resultados apresentados trazem um ganho de qualidade de vida e redução de riscos cirúrgicos enormes, e isso nos concede um grande orgulho em ver o quadro mudando para estes pacientes.

By Bruno Fernandes 16 Oct, 2017

Os avanços tecnológicos na medicina permitem que novas ferramentas sejam utilizadas, com o objetivo de evitar dor e sofrimento aos pacientes. Na urologia, a cirurgia laparoscópica já atua há anos possibilitando maior conforto nas cirurgias que tratam as doenças urológicas.

Atualmente, a cirurgia robótica é considerada uma das técnicas mais avançadas dos últimos tempos, ela possui vantagens de um procedimento minimamente invasivo, pois o acesso é feito através de pequenas incisões.

Sua técnica consiste na utilização de instrumentos, que uma vez no interior do corpo, imitam o movimento da mão do cirurgião. Inclusive, estes movimentos são até maiores em amplitude que a mão humana.

Por meio da cirurgia robótica, se deu uma verdadeira revolução na maneira como os cirurgiões atuam frente aos tratamentos, e à partir deste sistema robótico a realização de cirurgias com alto controle, visão e precisão se tornou rotineira. Ela pode ser empregada tanto em patologias benignas, como nas reconstruções de processos obstrutivos renais, e também nas doenças malignas da próstata ou do rim.

Importante ressaltar que a cirurgia robótica não é um procedimento isento de complicações, pois está sujeita aos mesmos riscos de uma cirurgia tradicional.

Com avanços tecnológicos como este, teremos tanto eu como especialista e você como paciente, autonomia para lidar com problemas que necessitem o apoio cirúrgico, pois com menos dor, sangramentos, é possível ter um pós-cirúrgico mais satisfatório.

By Bruno Fernandes 12 Oct, 2017

Como anda a sua saúde? Tem feito exames para avaliar as condições da próstata? Se bem este assunto é bastante sério e demanda extremo cuidado, muitos homens ainda não estão cientes quanto à necessidade de prevenção. Por este motivo, uma boa parte dos homens aguarda o aparecimento de sintomas da próstata para depois marcar uma consulta com o urologista. Infelizmente, quando o assunto é a próstata, é comum ver homens de diferentes idades fazendo piadinhas. O motivo? O exame de toque retal.

Embora os métodos preventivos sejam a melhor alternativa, muitas pessoas não compreendem a necessidade de adotar uma postura de prevenção e tampouco entendem que a manutenção destes cuidados pode ser a linha tênue entre uma vida saudável e uma morte precoce. Quando as pessoas deixam de lado a prevenção, estão abrindo as portas para problemas futuros. Seja por vergonha, medo ou machismo, uma boa parcela do público masculino acaba deixando para lá os cuidados para evitar o aparecimento de doenças, isto traz como consequência a possibilidade de aparecer sintomas da próstata que indicam a necessidade de prestar um pouco mais de atenção à glândula.

Geralmente, os sintomas de alterações prostáticas somente são sentidos quando a doença já está sendo manifestada, ou seja, as afecções que atingem a próstata são silenciosas. Este é mais um motivo pelo qual é preciso contar com uma postura preventiva.

Quando se fala em alterações da próstata e sintomas de que alguma coisa está acontecendo, a maior parte das pessoas pensam em câncer e possibilita iminente de morte. Esta ideia é errada, os sintomas podem indicar que a próstata pode estar sendo afetada com tumorações benignas, inflamação e problemas menos agressivos. Muitas pessoas afirmam que este ponto é um dos principais empecilhos na hora de realizar exames preventivos: o medo de descobrir que estão sendo afetadas por uma doença grave.

No que concerne aos sintomas da próstata , é preciso prestar atenção quando há dificuldade para urinar, diminuição do volume de urina, necessidade frequente de urinar durante o dia, noites conturbadas por conta do número de vezes que precisa ir ao banheiro, sensação de estar com a bexiga cheia mesmo após urinar, dificuldade para ter uma ereção e também para mantê-la, ejaculação com dor, sêmen com sangue, dor nos testículos e na região próxima, entre outras.

Em termos de doenças da próstata, há três afecções frequentes que afetam as pessoas, elas são a hiperplasia benigna, câncer de próstata e prostatite. Esta possuem sintomas da próstata muito parecidos, uma vez que nas três afecções há a compressão da glândula. Como os sintomas são similares, é indispensável contar com exames específicos a fim de detectar se estamos perante uma ou outra situação.

Fale com os nossos especialistas e saiba mais sobre sintomas da próstata

Como você pode perceber, o aparecimento dos primeiros sintomas de alterações na próstata só ocorre quando a doença, seja ela simples ou grave, está se manifestando. Por este motivo é preciso ter cuidado redobrado e abrir a mente para a realização de exames de rotina. A maior parte dos homens não gosta nem de pensar na realização do exame de toque, no entanto, é preciso dizer que não dói, dura apenas um minuto e pode ser o limite entre a vida e morte, visto que este é o único exame que permite a avaliação do tamanho e de outros aspectos estruturais da próstata. Vale a pena optar pela prevenção!

Está pensando em fazer um check-up? Conte com a melhor alternativa do mercado e tenha por perto profissionais reconhecidos no mercado. Entre em contato com os nossos especialistas e saiba como podemos lhe ajudar.

By Bruno Fernandes 09 Oct, 2017

Pode não parecer, mas 10% da população é uma porcentagem alta considerando que se trata deste mal, que é o cálculo renal. Conhecido popularmente como pedra nos rins, o cálculo renal é um quadro agudo que provoca dores muito fortes e pode aparecer em qualquer ponto das vias urinárias. Ela atinge com mais frequência homens com idade entre 30 e 50 anos.

Como já ressaltei aqui em meu blog, as principais causas de cálculo renal são herança genética, processos infecciosos, má alimentação ou distúrbios metabólicos.

O alto consumo de sal e proteína também contribui para a geração de cálculo nos rins, e sem dúvida a dieta do dia a dia reflete muito na saúde do ser humano. Por isso, para qualquer mal a água é a maior indicação de prevenção e cura, pois com a baixa ingestão a urina fica concentrada e mais propensa à formação de pedras nos rins.

A água dilui os sais da urina e inibe sua formação e cristalização. Além disso, auxilia no processo de diluição das pedras que já se formaram nos rins. Quando a pedra se movimenta, no processo de eliminação espontânea, para os ureteres pode causar cólicas renais intensas, além de sintomas como vômitos, febre, dor ao urinar e possibilidade de sangramento urinário. As cólicas renais são provenientes da obstrução do canal urinário e, por isso, exige atendimento médico imediato.

Para diagnosticar o cálculo renal, o paciente deve ser submetido a exames como ultrassonografia ou tomografia, que possibilitam verificar a quantidade e tamanho das pedras. E com os exames em mãos o urologista pode determinar o melhor tratamento de acordo com cada indivíduo.

Importante frisar que pessoas que já tiveram uma crise de cólica renal têm 50% mais de chance de ter outra, possivelmente em um curto espaço de tempo. Não é por acaso que sempre reforço para vocês a atenção aos cuidados simples que podem evitar ou adiar o desenvolvimento de novos cálculos.

Não faça parta desta estatística e cuide-se.

By Bruno Fernandes 02 Oct, 2017

Sim, caros! O câncer de próstata é a segunda doença maligna que mais mata homens no Brasil. Como especialista em urologia, carrego esperanças que cada vez mais homens estejam preocupados com sua saúde e possam cuidar rapidamente de possíveis problemas, e como qualquer câncer, é ideal que o tumor possa ser identificado o mais rápido possível.

Quem me acompanha por aqui, sabe o quanto reforço a importância de cuidar da  saúde, para prevenir doenças ou manter tratamentos em dia. Somente assim estaremos atentos e menos suscetíveis a ser pegos de surpresa. Meu grande receio é que, ao ler pesquisas que mostram o quanto alguns homens não dão muita importância ao aspecto preventivo da doença, perdemos oportunidades valiosas para salvar muitas vidas.  

A grande maioria dos portadores de tumores de próstata, principalmente aqueles em fases iniciais, são totalmente assintomáticos. Desta maneira, é de fundamental importância a realização de exames preventivos. Por isso, digo mais uma vez e prometo não cansar: os exames de rotinas são de extrema relevância. Não devem ser esquecidos e muito menos “deixados para amanhã” como ouço muito por aí. Pois, o amanhã pode ser tarde demais e assim perdemos oportunidades valiosas de tratamento curativo.

Meu papel aqui é alertar a todos a todo o momento que deem mais atenção à sua própria saúde. Qualquer tipo de dor ou sensação estranha no corpo, se persistente, deve ser investigada. É extremamente importante ser vigilante e estar atento, não neurótico, mas conhecer seu corpo, seu comportamento para que qualquer alteração possa ser cuidada e tratada com tranquilidade. Lembrem-se, em geral os problemas de saúde que merecem atenção são aqueles que são frequentes ou intensos.

Voltando ao tema, saliento alguns pontos que podem servir como alertas para procurar ajuda. Alguns sintomas que podem representar um câncer de próstata:

Dificuldade para urinar  – Não deve ser ignorado, basta uma consulta com urologista para tirar a prova. Porque evitar? Mesmo que seja uma infecção urinária consultar seu médico é a melhor escolha.

Urinar frequentemente  – Algumas pessoas falam que ter esse sintoma pode caracterizar diabetes, mas não se engane e nem deixe pra lá, pois está sim relacionado ao câncer de próstata.

Dores lombares  – Geralmente concluímos que podem ser dores musculares, mas se elas se espalham para a região das coxas e quadris é melhor procurar seu médico.

Dor na uretra  – Caso você apresente urina presa e sinta uma queimação deve levar este sintoma ao médico.

As costas doem quando urina ; resíduos de sangue ; dor ao ejacular ? São outros sintomas que justificam uma consulta com o seu urologista .

Prevenir e medicar são as melhores saídas. Saúde em primeiro lugar, pessoal. Até mais.

By Bruno Fernandes 24 Sep, 2017

É a forma mais comum de infecção urinária e atinge a bexiga. Daí o nome cistite. Ela é deflagrada por bactérias e tem como sintomas primários a dor e ardência ao urinar. São micro-organismos que fazem parte do grupo dos coliformes fecais que habitam o intestino.

A maneira pela qual ocorre a migração dos germes até a bexiga é através da uretra. Neste caso, devido ao comprimento curto da uretra feminina, este fenômeno é bastante facilitado. Isto, em parte, justifica a alta incidência de infecções urinárias nas mulheres. Ao atingir a bexiga, os germes encontram ambiente propício para se multiplicar, desencadeando assim a infecção.

É de extrema importância a realização de uma limpeza adequada dos genitais após as evacuações e também após as relações sexuais, pois a contaminação pode ocorrer quando as bactérias presentes na área perianal conseguem chegar até a uretra e atingir a bexiga. Algumas situações facilitam ou propiciam o aparecimento de uma cistite. Situações como quando a mulher segura a urina por muito tempo: a bexiga cheia com urina parada se torna um ambiente favorável para as bactérias se multiplicarem.

Já com os homens, a infecção urinária é mais rara. Em geral, quando aparece pode está relacionada com a idade, quando um eventual aumento da próstata dificulta o esvaziamento da bexiga, gerando acúmulo de urina.

São diversas fatores  que podem levar uma cistite a comprometer os rins, gerando as temidas infecções renais ou pielonefrites. Propensão genética, cálculo renal, alterações morfológicas no trato urinário, baixa imunidade ou bactérias mais agressivas.

Quando diagnosticamos este perfil no paciente já iniciamos um tratamento completo, devido a capacidade do quadro em desencadear situações mais sérias como uma septicemia ou até insuficiência renal , complicações em que o processo infeccioso se espalha pelo corpo, levando a vítima ao risco de morte.

Por isso, o cuidado com a saúde está em todos os âmbitos da nossa vida e é necessário máxima atenção com nosso corpo, para evitar doenças repentinas como esta.

More Posts
Share by: